Audição de Classes de Conjunto - 6 de junho - 19h - Escola Secundária de Maximinos

Concurso Interno de Instrumento

Registos fotográficos do dia do articulado (20 de março)

Registos fotográficos do dia do articulado (20 de março)

Registos fotográficos do dia do articulado (20 de março)

terça-feira, 12 de junho de 2018

Realizada Visita de Estudo à Casa da Música e ao Museu de Serralves

Visita de estudo à Casa da Música e ao Museu Serralves no Porto

(fotografia: workshop na Casa da Música, no Porto)

O Grupo de Formação Musical do regime articulado de música do Agrupamento de Escolas de Maximinos e a equipa do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar (PNPSE) do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga considera que o sucesso escolar dos alunos exige uma complementaridade de aprendizagens que se adquirem dentro e fora do espaço da escola. No âmbito do ensino artístico torna-se fundamental potenciar o contacto dos alunos de música em regime articulado com outros contextos artísticos e formativos. Nesse sentido as turmas em regime articulado de música (5º1, 6º1 e 7º4) participaram numa visita de estudo à Casa da Música e ao Museu Serralves no dia 11 de maio de 2018. Do universo de 49 alunos inscritos em regime articulado de música contabilizaram-se 48 participantes, mais 7 alunos do regime normal.
Nesta visita à Casa da Música os alunos tiveram a oportunidade de frequentar um workshop intitulado “A Escola que Canta” organizado pelo serviço educativo. Este workshop permitiu consolidar aprendizagens já adquiridas e desenvolver outras de um modo informal e lúdico. Este workshop teve a particularidade de culminar com uma apresentação pública do trabalho realizado o que constitui uma mais valia para os nossos alunos do Curso Básico de Música em regime articulado. Os formadores deste workshop foram: António Miguel Teixeira, Joana Araújo, Paulo Neto e Tiago Oliveira.
À tarde (após um almoço piquenique nos jardins) os alunos participaram numa visita-oficina em torno da exposição “Álvaro Lapa” no Museu Serralves. Nesta oficina associou-se o diálogo temático e especulativo a momentos de experimentação prática e dinâmica nos espaços da exposição, trabalho esse que resultou na elaboração de autorretratos individuais dos alunos (feitos pelos próprios) a partir de diferentes materiais de desenho. Com esta atividade reforçou-se a vivência de conceitos relacionados com as exposições, a arquitetura ou o ambiente, por intermédio da mediação e da ação orientada pelo processo. Os alunos consolidaram igualmente a sua formação académica e a sua cultura geral no contacto direto que estabeleceram com obras de arte que constituem referências incontornáveis da história de Portugal, valorizando-se assim o património material e imaterial. Ao longo de toda a visita (quer na Casa da Música, quer em Serralves) os alunos mostraram-se bastante motivados e participativos pelo que o balanço deste projeto é muito positivo traduzindo-se num enriquecimento visível ao nível das competências emocionais e cognitivas dos alunos.

Objetivos:

- Proporcionar momentos de exploração, criação e fruição musical fora da sala de aula de Formação Musical de forma a reforçar o seu sentido / a sua componente artística e motivar para a aprendizagem.

- Dar a conhecer a Casa da Música e o Museu de Serralves na cidade do Porto e assim possibilitar aos alunos o contacto com espaços culturais diferentes, ambientes de aprendizagem alternativos à escola.

- Estimular a prática vocal / coral dos alunos sensibilizando-os para a importância deste instrumento primário no processo de ensino / aprendizagem de competências e conteúdos musicais.

 - Fomentar a experiência de uma residência artística de curta duração procurando desenvolver competências a diferentes níveis – organizacionais; sócio-emocionais (gestão da ansiedade em palco e do nervosismo perante a exposição pública; autoconfiança; responsabilidade coletiva; sentimento de pertença); concentração; memorização;  autoavaliação; autorregulação;  exigência estética.
- Fomentar uma cultura de partilha musical atenta, relaxada, aprazível e partilhada / colaborativa.

- Conhecer alguma da obra mais relevante do pintor / escritor português Álvaro Lapa.

- Valorizar o património material e imaterial da história de Portugal.

- Fortalecer a relação professor /aluno em contexto de aprendizagens diversificados de pendor lúdico-artístico.


Fotografia: visita guiada ao Museu de Serralves
Share:

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Audição de Classes de Conjunto - Ensino Articulado | 6 de junho - 19h

Realiza-se hoje, 6 de junho, pelas 19h, na Escola Secundária de Maximinos, a audição de Classes de Conjunto do Ensino Articulado de Música.
Estão todos convidados!

Share:

terça-feira, 8 de maio de 2018

Provas de Acesso ao Curso Básico de Música em Regime Articulado - Novas Informações

Encontram-se disponíveis informações nesta hiperligação.
Share:

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Desafio Semanal

Encontra-se disponível o desafio desta semana, até sábado dia 2 de junho às 21:00.
IR PARA DESAFIO SEMANAL

Share:

terça-feira, 17 de abril de 2018

Realizada Visita aos Órgãos da Sé Catedral de Braga


No dia 12 de abril, no âmbito do Programa da Flexibilidade Curricular, a turma do 7º4 realizou uma visita ao órgão da Sé Catedral de Braga acompanhados pelas professoras de Formação Musical, Sofia Rocha e Sónia Cerqueira. Munidos de um guião de aprendizagem, cada aluno recolheu informações valiosas acerca da história e do funcionamento não de um, mas de dois órgãos de tubos que embelezam aquele sumptuoso espaço de culto. O Diretor artístico do Festival de Órgão de Braga José Rodrigues dos Santos teve a amabilidade de conduzir a visita e presentear os alunos com alguns momentos musicais. Sabiam que o órgão ibérico é o único a apresentar tubos montados na horizontal? É uma das suas principais características de construção. Conhecer, preservar e divulgar a cultura local são atos de cidadania e valorização pessoal. Assim vão crescendo os nossos alunos que revelaram responsabilidade e simpatia ao longo de toda a visita.

Na próxima semana inicia-se o V Festival de Órgão de Braga com uma programação bem diversificada e músicos de renome quer do panorama nacional como internacional. Recomendamos a todos os leitores e alunos a estarem presentes nestes concertos e desfrutarem de bons momentos musicais. O primeiro concerto é no dia 27 de abril pelas 21h30 na Sé de Braga. Marquem já na agenda!

Para mais informações, consultar:

Share:

domingo, 15 de abril de 2018

Realizado "Dia do Articulado"

No dia 20 de março celebrou-se o Dia do Articulado nas instalações da escola secundária de Maximinos. Pretendeu-se implementar a comemoração do “Dia do articulado” com o objetivo de, anualmente, se convidarem os alunos do 4º ano a visitarem as instalações onde decorrem as aulas do Curso Básico de Música em regime articulado, participando no Workshop “Gulbenkiam em MiM” e assistindo a “Demonstrações de instrumento”, cumprindo-se desta forma mais um meio de divulgação do trabalho realizado pelos nossos alunos do 5º1, 6º1 e 7º4. Este dia comemorativo culminou com um concerto realizado pelas Classes de Conjunto de sopros (liderado pelos docentes Hugo Ribeiro e Vítor Vieira) e cordas (liderado pelo docente Jorge Ribeiro – coordenador do Curso Básico em Música do regime articulado) às 17h30 aberto a toda a Comunidade Educativa e Encarregados de Educação dos alunos do 4º ano. Para a atividade “Demonstração de instrumentos” os alunos foram divididos em grupos de 10 e assistiram a cerca de 15m de cada apresentação, com o seguinte alinhamento:

Quinteto de sopro – docente Hugo Ribeiro (sala 1)
Sexteto de metais – docente Rui Martins (sala 2)
Violino – docente Oksana Kurtash (sala 3)
Clarinete – um docente Alcina Azevedo (sala 4)
Fagote – docente Anabela Ferreira (sala 5)

A aculturação musical das crianças é fundamental no desenvolvimento da sua audiação musical. Tendo em conta que «As crianças pequenas aculturam-se à música de um modo muito semelhante ao da sua aculturação à linguagem, escutando sons (…). Quanto mais variada for a linguagem que as crianças ouvem, melhores capacidades de comunicação elas terão quando forem mais velhas» (Gordon: 2005, 43). 
O balanço do Dia do Articulado foi muito positivo. A adesão foi plena e os alunos mostraram-se muito interessados e musicalmente envolvidos o que nos enche de orgulho. 

Bibliografia
Gordon (2005), Teoria de aprendizagem musical: competências, conteúdos e padrões. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

Share:

Realizado Workshop "Percussão com Tradição"

Crescemos e desenvolvemo-nos no seio de uma cultura específica, caracterizada por valores próprios que influenciam todas as formas de expressão, dentro das quais se encontra também a música. Nesta medida, a tradição tem a capacidade de formar e educar o homem, transmitindo-lhe um conjunto de valores de um tempo passado. O papel do indivíduo na tradição será fazer com que esta se mantenha viva nos tempos vindouros. Isto é, depois de ter assimilado a tradição, o indivíduo deve transportá-la para o momento presente e construir o seu futuro. Foi partindo desta premissa que no dia 28 de março de 2018 decorreu o 2º Tubo de Ensaio – o workshop Percussão com tradição – destinado a todos os alunos em regime articulado (do 5º ao 7º ano de escolaridade). Este workshop foi amavelmente liderado pelos docentes Miguel Carneiro e Joana Araújo e teve como objetivos:

- Conhecer e tocar alguns instrumentos de percussão tradicionais portugueses como o bombo e a caixa de rufo;
- Proporcionar momentos de exploração e fruição musical (com enfoque no ritmo e canções tradicionais);
- Motivar para a aprendizagem recorrendo a metodologias de ensino e aprendizagem tipicamente informais e lúdicas;
- Desenvolver a coordenação motora e rítmica;
- Elevar a autoestima, desenvolver a concentração e fomentar o trabalho em equipa culminando numa breve apresentação pública;
- Colaborar no aperfeiçoamento e consolidação de conteúdos e competências programáticas.



O projeto, ao contrário da anterior edição, decorreu nas instalações do CMCG e iniciou-se com uma visita guiada ao edifício. Participaram 24 alunos. Estimulados por diferentes dinâmicas de ensino e aprendizagem os alunos mostraram bastante interesse pela atividade. Constatou-se que se revelaram mais conscientes na compreensão de algum vocabulário característico da música tradicional contribuindo-se deste modo para a valorização do património material e imaterial tradicional. Registou-se também a presença de um número significativo de Encarregados de Educação no momento da apresentação pública do trabalho realizado pelo que o balanço do projeto é muito positivo. Estão todos de parabéns!
Share:

Pesquisar neste blogue

Com tecnologia do Blogger.

Arquivo do blogue

Publicações Recentes

Realizada Visita de Estudo à Casa da Música e ao Museu de Serralves

Visita  de estudo  à   Casa   da   Música  e ao Museu Serralves no Porto (fotografia: workshop na Casa da Música, no Porto) O Gru...